(;) pesquisa

 

( ) tags

todas as tags

(») posts recentes

(.)Olá Porto

(:) Fazer-se à rua

(...) Um arquivo a explor...

(:) O Porto também é de f...

(.) Histórias do Porto à ...

(:) O Porto também é de f...

(") Cafés do Porto

(?) Os azulejos de São Be...

(:) O Porto também é de f...

(.) Se nos dessem o azul ...

(«) arquivos

Fevereiro 2012

Setembro 2011

Agosto 2011

Fevereiro 2011

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

subscrever feeds

Domingo, 8 de Junho de 2008

(?) Porque não há cinemateca no Porto?

 

Eles já disseram o essencial:
 “- Sendo insustentável que o funcionamento da Cinemateca não esteja de acordo com o seu âmbito nacional;
- sendo intolerável que a cidade de Lisboa, apenas por via desta instituição, tenha acesso, por dia, a cinco filmes na sua maioria anteriores à década de 90, enquanto que o Porto passa vários meses sem poder ver uma obra histórica relevante;
- havendo várias manifestações cívicas, associativas e pessoais, a reivindicarem o alargamento do âmbito do organismo em questão, é fundamental e urgente a criação de um pólo da Cinemateca Portuguesa na cidade do Porto.”
 
A petição está on-line e acumula assinaturas, a ex-ministra da Cultura, Isabel Pires de Lima, já pôs o dedo na ferida: o director Bénard da Costa, do alto da sua posição de bonzo da cultura, não acha graça à ideia de existir uma extensão da cinemateca no Porto. Que se dane o “Nacional”, a cinemateca é dele.
 
A polémica serviu para encontrar alguma agitação em redor do cinema, nomeadamente na universidade e para revisitar sites que não nos deixam esquecer o Aurélio da Paz dos Reis, Manoel Oliveira, o Fantasporto ou as Curtas de Vila do Conde.
 
Alguns exemplos
- http://www.cinemasdoporto.com/
- http://cinehighlife.blogspot.com/
- http://cineclubedoporto.canalblog.com/
- http://circuitocinema.blogspot.com/
 
( ) tags:
» publicado por DPontes às 23:22
» link do post | » comentar | » adicionar aos favoritos