(;) pesquisa

 

( ) tags

todas as tags

(») posts recentes

(.)Olá Porto

(:) Fazer-se à rua

(...) Um arquivo a explor...

(:) O Porto também é de f...

(.) Histórias do Porto à ...

(:) O Porto também é de f...

(") Cafés do Porto

(?) Os azulejos de São Be...

(:) O Porto também é de f...

(.) Se nos dessem o azul ...

(«) arquivos

Fevereiro 2012

Setembro 2011

Agosto 2011

Fevereiro 2011

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

subscrever feeds

Sexta-feira, 20 de Julho de 2007

(.) Passeios de Germano Silva


 


Com a ajuda do Rancho Folclórico do Porto, os últimos passeios do Germano Silva tornaram-se qualquer coisa de mágico, capaz de estranhas imagens como esta. Seguindo o roteiro traçado no livro "O Porto a Pé", uma edição do JN e da Portgás, já se cumpriram os três primeiros ("A cidade episcopal", "A cidade do romantismo" e "A cidade do barroco") e seguem-se depois das férias os últimos três ("A cidade oriental", "As judiarias do Porto" e "Da Ribeira até à Foz").


Algumas palavras retiradas, com a devida vénia, do trecho dedicado ao "Porto do Romantismo": "Na última metade do século XIX, o Porto do "alto dos seus tamancos" era uma cidade com coluna vertebral, que se impunha pela força das suas convicções, do trabalho e pela firmeza com que defendia os pergaminhos que, ao longo dos séculos, lhe outorgaram o direito de usar os títulos de nobreza como "cidade capital do trabalho"; "berço do liberalismo"; "baluarte de todas as liberdades". Muitas foras as vezes que os governos de Lisboa tiveram de submeter à vontade política da Praça Nova, actual praça da Liberdade". (...)


Decididamente, eram outros tempos. DPontes

» publicado por DPontes às 23:54
» link do post | » comentar | » adicionar aos favoritos